terça-feira, 1 de agosto de 2017

ATEMPORAL


Vou me definir sem explicação

Entendendo o que sou hoje; 
não servirá para amanhã. 

Sou um poeta articulando pensamentos 
depois de uma calmaria insana
em tempestades cinzentas.

Serei como um anjo atormentado 
procurando a luz no fim do túnel
depois do começo do vendaval.

Te convido para mais um dia comigo
que será guardado no meu passado
  porque o que sou, é atemporal ! ! !


Cicero Durães
28/07/2007

0 comentários: