quinta-feira, 10 de novembro de 2016

SORRISO nas TREVAS


Pode me chamar amigo
Ainda construo pontes
Principiando minha forma 
Sigo a palavra de antes.

Ajudo uma criança na rua
Ora atenção ou descaso
Observo a fome diária
Vejo então, caso a caso.

Na exaustão dos sonhos
Levei na minha mansidão

Para o seu dia melhor
Coisa boa de toda situação.



Cicero Durães
03/11/2011



*Poema dedicado ao amigo solidário Agnaldo Henrique Nogueira

0 comentários: